quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Minhas Fases bridezilla para definir o orçamento e dicas como lidar com isso!


Quando comecei a planejar o meu casamento, a pior parte foi definir o orçamento, prioridades e o $$$ para cada item. Quem quiser ver nosso post com  dicas de como definir o orçamento, clique aqui.

Emoção e números não combinam, e o orçamento de casamento é exatamente esse paradoxo! Equilibrar seus sonhos, com os gastos da nova casa e as expectativas da família para o grande dia pode ser bem estressante. O que melhor define o que passei nessa fase são os 5 estágios do luto ou perda: negação, raiva, negociação, depressão e aceitação.

Vou contar como passei por cada uma dessas fases e dicas de como lidar melhor com essa decisão tão difícil:

Fase 1 - Negação: "Quanto custa um casamento?" "Tudo isso? Ooi??"
Antes de me tornar noiva, nunca reparei nos detalhes dos casamentos em que fui, muito menos tinha idéia de quanto gastaria em um. Quando comecei a  pesquisar os preços, eu não quase caí pra trás com alguns orçamentos que recebi do tipo: R$ 35 mil para locação do espaço sem mobiliário algum, Oi???

Como lidar melhor com isso? Conversar com noivas ou visitar blogs que já passaram por isso, evita grandes sustos ao receber orçamentos. Assim, você já  terá um senso dos locais e fornecedores que estão mais de acordo com o que pretende gastar. Pesquise bastante, às vezes você pode se surpreender com  locais e fornecedores com preços mais justos!

Fase 2 - Raiva: "F**a-se a indústria de casamento... não quero fazer parte disso, f**am-se todos que ficam dando pitaco na minha festa"

Depois de passar pela negação, senti muita raiva e frustração. Raiva da indústria do casamento que coloca um preço abusivo nos nossos sonhos, raiva das pessoas opinando dizendo o que devia ter no meu casamento. De repente, incluir um lanchinho da madrugada por 3 reais por pessoa virou um pesadelo, ao invés de um mimo pros convidados.

Minha dica para lidar melhor com essa fase: Lembre-se que o casamento é seu, não dos outros. Priorize o que vocês dão importância, se tiver que não incluir os amigos dos pais/sogros na lista, que seja. Antes eles ficarem um pouco chateados que você deixar de realizar seu sonho. Se o sonho ficou maior que o bolso, considere adiar a data ou diminuir o orçamento nos itens que não são prioridade.

Fase 3: "Vocês oferecem algum disconto? Ou algum brinde? Talvez eu possa eu mesma fazer uns itens do casamento (DIY)"

Na fase de barganha, me vi classificando fornecedores se incluíssem descontos ou brindes, fazia o preço parecer mais justo. E também comecei a pensar: Pra que gastar 4 mil em doces? Como eu já faço doces, posso eu mesma fazê-los! SQN (Só que não), já que 3 dias do casamento estarei louca com os detalhes finais e provavelmente não terei tempo para ficar fazendo mil docinhos - minha assessora que me trouxe para a realidade.

Como lidei com isso? Perguntei a vários fornecedores os preços em diferentes dias da semana e meses diferentes (sim, os preços diferem). E barganhei  um desconto de 4 mil por escolher fazer numa quinta-feira de feriado ao invés de um sábado. Comecei a procurar vários DIYs e separar os que eu realmente consiga fazer: faremos os tsurus para pendurar na cerimônia e muito DIY no chá de cozinha.

 Fase 4: "Não conseguiremos o dinheiro para pagar tudo, nem sei mais se quero uma festa de casamento"

Eu estava quase aceitando, mas imprevistos aconteceram: gastos imprevistos, noivo trocando de emprego, muitos comentários desnecessários: "Ah, mas pra quê  gastar tanto num dia só? Não vale a pena" - e fiquei depressiva. Dia sim eu via uma inspiração fofa e queria a festa, dia não, recebia um orçamento caro e não queria mais!

Como lidei com isso? Apareceram os amigos de verdade, falando para não desistir do sonho e da festa. Conversei muito a respeito com o noivo sobre o que era prioridade para nós, cortamos gastos e decidimos adiar a data para poder fazer o sonho caber melhor no bolso.


Fase 5: "Mesmo o orçamento não sendo do valor que queria gastar, o casamento será maravilhoso"

Chega uma hora que aquele deslumbre de querer incluir tudo (lanchinho da madrugada + carrinho de sorvete, macarons, massagem nos pés, photobooth, lembrancinhas) e querer um casamento de filme passou, começamos a focar no que era mesmo a nossa cara. E comecei a não ligar tanto para as coisas que não podíamos pagar (ninguém vai lembrar que não tinha carrinho de sorvete na festa) e criar planos B: servir macarons no chá de cozinha.

Como lidei com isso? Separei os modismos do que realmente gosto. Modas e novidades aparecerem todos os anos, e você não vai se casar todo ano para ter todas as novidades. Então, escolha as que sejam a sua cara e a do noivo, isso que importa. Olhar o álbum de fotos daqui a 20 anos, e ver algo que significava pra você do que "ah usei luvas porque estava na moda na época".

Dica: Desfrute as coisas que você escolheu e se esforçou para pagar. Aproveite toda a fase de preparativos ao invés de se estressar nela - brindes de feiras, degustações de buffets e bebidas - ser mimado por fornecedores é muito bom! Optou por gastar mais no espaço do que na banda? Então visite muito o espaço para babar no seu sonho e evite pensar e ver a banda que você não fechou.

E vocês? Sofreram ou sofrem muito com o orçamento? Conte pra nós!!

6 comentários:

  1. Todo mundo tem um momento bridezilla!
    Beijoo
    ;)

    ResponderExcluir
  2. Acho que toda noiva passa por isso! Eu tbm pensei em desistir...! Em ficar 1 mês viajando e esquecer da festa.....mas a viagem a gente pode fazer depois, né??? =)

    beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Pri.... Tb passei por isso. Menos em desistir, mas abrir mão de muitas coisas.

    Vi que vc terá tsuru irie fazer um evento dia 09/11 que a decoração principal e tsuru...
    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Ai Pri to na fase um...se bem que seu blog me preparou para os preços, ainda assim é um choque.

    Obrigada pelas dicas

    Beijooos

    http://royalweddingbr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa nem tenho data e já passei por todas e to na última vivendo a realidade e cortando gastos pra realizar meu sonho! Bjs!

    ResponderExcluir
  6. A gente passa por mta coisa mesmo...
    Ja passei por esta fase de nao querer fazer nadinha de nada de festa,so cerimonia na igreja e pronto...mas depois vem a vontade de novo,rsrs...mas a vontade vem sem o dinheiro ,né kkk
    Então a solução é cortar gastos e como vc mesmo disse ,tem alguns detalhes que não farão diferença no final,mta coisa as pessoas ate esquecem que teve...

    bjo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover